• qui. mar 4th, 2021

Japão quer eliminar veículos a gasolina até 2030

ByMax Blanc

dez 25, 2020
Japão tem meta de não emitir carbono no meio ambiente até 2050

Japão tem meta de não emitir carbono no meio ambiente até 2050
Kim Hong-Ji/Reuters

O Japão pretende eliminar os veículos movidos a gasolina nos próximos 15 anos, disse o governo nesta sexta-feira (25) em meio a um plano cuja meta é atingir emissão zero de carbono e gerar quase 2 trilhões de dólares por ano em crescimento sustentável até 2050.

A “estratégia de crescimento verde”, visando as indústrias de hidrogênio e automotiva, pretende ser um plano de ação para pôr em prática a promessa do primeiro-ministro, Yoshihide Suga, feita em outubro, de eliminar as emissões de carbono em termos líquidos até a metade do século.

Suga fez do investimento verde uma de suas principais prioridades para ajudar a recuperar a economia atingida pela pandemia de Covid-19 e de quebra alinhar o Japão com União Europeia, China e outras economias que definiram metas ambiciosas de cortes na emissão de carbono.

“O governo estabeleceu metas ambiciosas para alcançar uma sociedade neutra em carbono em 2050”, disse Yukari Takamura, professor da Universidade de Tóquio.

“Estabelecer metas claras e direcionar políticas na estratégia de crescimento verde promoverá incentivos para as empresas investirem em tecnologia futura.”

O governo oferecerá incentivos fiscais e outros apoios financeiros às empresas, mirando 90 trilhões de ienes (870 bilhões de dólares) adicionais por ano em crescimento econômico por meio de investimentos sustentáveis até 2030 e 190 trilhões de ienes (1,8 trilhão de dólares) até 2050.

Um fundo verde de 2 trilhões de ienes apoiará o investimento corporativo em tecnologia verde.

O plano visa substituir a venda de novos veículos movidos a gasolina por veículos elétricos, incluindo veículos híbridos e movidos a célula de hidrogênio, até meados da década de 2030.

Para acelerar a disseminação dos veículos elétricos, o governo pretende reduzir o custo das baterias dos veículos em mais da metade, para 10.000 ienes ou menos por quilowatt-hora até 2030.

O objetivo é aumentar o consumo de hidrogênio para 3 milhões de toneladas até 2030 e para cerca de 20 milhões de toneladas até 2050, muito mais do que as 200 toneladas consumidas em 2017, em áreas como geração de energia e transporte.

A estratégia identifica 14 indústrias, como a eólica offshore e de combustível de amônia, e prioriza a instalação de até 45 gigawatts (GW) de energia eólica offshore até 2040.

O Japão também pretende usar energia renovável “tanto quanto possível” até 2050, principalmente por meio de parques eólicos offshore, com uma meta de fontes de energia renováveis respondendo por 50% a 60% da energia do país em 2050, contra menos de 20% atualmente, ao mesmo tempo em que reduz a dependência da energia nuclear.

Fale Conosco
Mande um WhatsApp