• dom. jul 25th, 2021

Confira as conquistas espaciais mais aguardadas para 2021

ByMax Blanc

jan 11, 2021

Apesar de todos os contratempos impostos pela pandemia da covid-19, 2020 foi um ano de muitas conquistas para a astronomia, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido. Confira as principais missões espaciais previstas para 2021:

*Estagiária do R7 sob supervisão de Pablo Marques

Ainda no início deste ano, a SpaceX, empresa de sistemas
aeroespaciais do bilionário Elon Musk, pretende enviar o próximo protótipo do
foguete Starship rumo à Marte. Três poderosos motores Raptor, desenvolvidos
pela própria empresa, estão sendo acoplados à aeronave, que já se encontra
instalada na plataforma de lançamento

Em 18 de fevereiro, o rover Perseverance, da Nasa, a agência
espacial norte-americana, deve pousar em Marte. O veículo terá que desacelerar
de uma velocidade extrema, de cerca de 19.312 quilômetros por hora, até uma
parada completa na superfície em apenas 420 segundos. O objetivo da missão é procurar por sinais de vida microbiana passada, caracterizar a geologia e o clima do planeta, coletar rochas e sedimentos para possível retorno à Terra e pavimentar o caminho para exploração humana além da Lua

Ainda falando sobre conquistas espaciais em Marte, na mesma
época em que o Perseverance estiver chegando ao planeta, a sonda Hope Mars, dos
Emirados Árabes, deve entrar em órbita para começar a estudar a atmosfera
marciana. Esta é a primeira missão do país com destino ao Planeta Vermelho

Em 29 de março, o boeing CST-100 Starliner, uma espaçonave em
forma de cone projetada para levar astronautas à Estação Espacial Internacional
(ISS, na sigla em inglês), realizará um segundo voo teste de voo rumo à órbita
da Terra. Se tudo der certo, a missão pode abrir caminho para que astronautas
sejam lançados dentro da cápsula até o final do ano

Entre o final de abril e o início de maio, o foguete chinês Longa Marcha 5, que partiu da Terra em julho do ano passado carregando uma sonda orbital, um módulo de pouso estacionário e um rover pousará em Marte. A missão Tianwen-1, considerada a mais ousada de todos os tempos, tem como objetivo orbitar, pousar e explorar a superfície do Planeta Vermelho a fim de obter dados de exploração científica no local

Em 22 de julho, a Nasa enviará o foguete Falcon 9, da SpaceX,
com destino a um asteroide duplo – formado por duas rochas, uma girando em torno
da outra – denominado Didymos. O objetivo da missão DART é atingir o menor deles, que mede 150 metros de diâmetro, a fim de desviá-lo de seu curso
atual. Se tudo der certo, a agência espacial norte-americana acredita que a
espaçonave poderia mudar a órbita da rocha espacial em cerca de meio milímetro
por segundo. Os astrônomos esperam que a experiência os ajude a evitar, caso seja necessário, que a humanidade tenha o mesmo fim dos dinossauros

Em 16 de outubro, a Nasa lançará a missão Lucy, uma das mais
ambiciosas de todos os tempos, que tentará, na próxima década, visitar oito
asteroides. Esta será a primeira missão a estudar os Trojans, um grupo de
asteroides que dividem a órbita de Júpiter em torno do Sol e provavelmente
abrigam pistas sobre a origem do Sistema Solar

Por último, em 31 de outubro, a Nasa finalmente lançará ao espaço o
telescópio James Webb, depois de uma década de atraso. O equipamento,
considerado pela agência espacial americana “o observatório espacial mais
complexo do mundo”, tem como objetivo detectar as primeiras estrelas e galáxias
que nasceram no universo primitivo – uma região do cosmos ainda inexplorada
pelo homem

Fale Conosco
Mande um WhatsApp